• Secretaria de Infraestrutura e Logística
  • BIM DER - Obras Rodoviárias
  • BIM - Paraná Edificações
  • BIM DER
  • Building Information Modeling

O que é BIM

O BIM ou Modelagem da Informação da Construção vem sendo definido, academicamente e tecnicamente de diversas formas, sendo comumente compreendido como um processo, uma plataforma tecnológica ou o conjunto de informações de um empreendimento. Para o Laboratório BIM do Paraná (LaBIM PR), a Modelagem da Informação da Construção é uma metodologia de trabalho baseada em processos colaborativos, multi e interdisciplinares - envolvendo profissionais de diversas disciplinas como arquitetura, engenharias, tecnologia da informação, entre outros – com o uso de diferentes plataformas tecnológicas. Para além da definição de BIM, ressalta-se a importância do nível de informação definido em cada processo de modelagem de um empreendimento que requer a definição precisa das informações, bem como a localização das mesmas, para que quando extraídas, independentemente de formato, essas informações sejam consistentes para os usos predeterminados. Vale lembrar que o “i” (informação) é o mais importante na metodologia BIM.
Para garantir o sucesso da implementação, no âmbito da SEIL, a metodologia BIM foi estruturada em 6 pilares considerados pré-requisitos para o desenvolvimento e incorporação do BIM aos processos institucionais dos órgãos vinculados à secretaria. São eles:
Meta de Governo – o BIM necessita de alinhamento com as políticas do Governo do Estado. A ideia de implantação dessa metodologia precisa ser uma meta idealizada e definida pelo governo vigente.
Mudança de paradigma – a metodologia BIM promove uma mudança de paradigma que demanda um aculturamento interno, com a capacitação dos técnicos que utilizarão essa nova metodologia de trabalho, assim como a reorganização dos procedimentos adotados.
Colaboração – o uso do BIM exige trabalho em equipe promovendo um ambiente colaborativo.
Etapas bem definidas – os processos internos devem ser bem definidos para que a metodologia possa ser aplicada em consonância com os objetivos previamente estabelecidos.
Normatização dos procedimentos – o uso do BIM requer a elaboração de guias com diretrizes de modelagem para orientação das empresas prestadoras de serviços.
Processo vivo – o BIM envolve um processo dinâmico que não deve ser engessado para estar em um processo contínuo de evolução.


pilares bim


Vale ressaltar que a implantação do BIM constitui um processo complexo que, portanto, exige um etapeamento que deve estar atrelado aos objetivos pretendidos com a aplicação no BIM. Portanto, a primeira fase de implantação do BIM, no âmbito da SEIL, foi dividida em duas grandes frentes, com os seguintes objetivos:

  •  Melhorar tecnicamente a qualidade de projetos e obras, pautados em três pontos:
  1. Compatibilização de projetos;
  2. Planejamento da obra – 4D;
  3. Acurácia nos orçamentos – 5D.
  • Melhorar a gestão de projetos e obras a partir da:
  1. Redução de aditivos;
  2. Facilitação de acesso à informação;
  3. Subsidio técnico para tomada de decisão;
  4. Inibição de desvios de conduta;
  5. Ampliação da transparência.

 Autoras: Lucimara Ferreira de Lima; Lorreine Santos Vaccari e Melissa Midori Yamada, 2017.

 

  Vídeos sobre o que é BIM.
Recomendar esta página via e-mail: